5 problemas ortodônticos que todos os pais devem ficar atentos aos 6 anos de idade.

14131

Por volta dos 6 anos de idade muitos problemas ortodônticos começam a se manifestar. Veja no post de hoje 5 problemas importantes, que se tratados a tempo, evitam problemas ortodônticos mais sérios que podem levar anos para corrigir.

infografico problemas ortodonticos

Dentes da frente cruzados

Quando ocorre a troca dos dentes, um sinal que dispara o alerta para qualquer ortodontista é observar que os dentes da frente nasceram cruzados (os inferiores a frente dos superiores).

É importante que os dentes inferiores anteriores toquem a parte de trás dos superiores. Isso diz para a mandíbula que ali é até onde ela tem que crescer, além de evitar desgastes dos dentes posteriores.

Se houver a tendência na família de prognatismo (queixo grande), devemos ficar ainda mais preocupados, pois pode significar que essa tendência está se desenvolvendo na criança, o que pode levar a sérios problemas de desenvolvimento dos ossos da face.

Dentes posteriores cruzados

Uma situação extremamente comum. As causas são inúmeras, indo desde a problemas respiratórios até hábitos como chupar o dedo.

O maior risco é que a criança acaba jogando o queixo pro lado para ter mais conforto na hora de fechar a boca, e com o tempo, a mandíbula entende que aquela é a posição dela e começa a crescer naquela direção. Assim acontece um crescimento assimétrico, que muitas vezes só pode ser corrigido através de cirurgia.

Dentes da frente que não se tocam

A mordida aberta é um problema dentário preocupante. Pode ocorrer devido a alterações no crescimento da criança, mas boa parte acontece devido a hábitos como chupar dedo e chupetas, até mesmo uma deglutição alterada ou a posição da língua podem ser fatores causadores.

Após os 3 anos de idade, esses hábitos devem estar controlados. Ao colocar um objeto entre os dentes com frequência, a criança atrapalha o desenvolvimento dos dentes da frente, que acabam não se tocando. Daí vêm problemas estéticos, de fala e de mastigação. Se persistir por muito tempo, é extremamente difícil de corrigir.

Perda precoce de dentes de leite

É difícil acreditar, mas uma das maiores causas de problemas ortodônticos é a perda precoce de dentes de leite. Se não for feito algo para manter aquele espaço deixado pelo dente que foi perdido, os dentes adjacentes começam a se inclinar nessa direção. Alguns anos para frente, teremos dificuldades para a irrupção dos dentes permanentes.

Lesões de cárie são as principais responsáveis por isso. Até mesmo lesões menores podem levar a perda de esmalte dentário, o que já pode causar problemas futuros. Ir no Odontopediatra pelo menos uma vez por ano é o ideal para prevenir problemas futuros.

Demora para realizar a troca de dentes

O tempo de troca de dentes varia de pessoa pra pessoa. Na média, o processo começa por volta dos 6 anos e termina por volta dos 12. Se existe muito atraso para a troca, pode ser que um dos dentes não esteja se desenvolvendo ou esteja com dificuldades para irromper.

Uma visita ao ortodontista por volta dos 6 anos para uma avaliação é extremamente importante, pois nela pode-se diagnosticar com antecedência esses problemas.

Alexandre da Veiga Jardim
Cirurgião-dentista, especialista em ortodontia pela ABO-GO e mestrando em ciências da saúde pela UFG.

Comentários

comentários

21 COMENTÁRIOS

  1. Dr. Meus dentes são um pouco pra frente, como eu não possuo o primeiro molar superior da direita, a dentista falou que mesmo não sendo o habitual eu extraia o mesmo do lado esquerdo para colocar aparelho ao invés dos molares, isso da certo? Vou ter o resultado de alinha meus dentes e coloca- los para trás? Desde já agradeço

    • Olá Cristiane,

      Se ele ainda não fez uma avaliação, sugiro que seja feita pelo menos uma radiografia panorâmica aos 6 anos de idade e uma consulta com um ortodontista ou odontopediatra.

      Se ele já passou dessa idade, a melhor hora para se buscar orientação profissional é agora.

      A prevenção é a melhor forma de se tratar
      =]

  2. Blog legal. Tenho mordida aberta, foi tratado na infância, mas o problema voltou. Ao que parece é a do pior tipo que envolve estruturas ósseas. E ainda tem um pequeno detalhe que agora tento aprender saxofone.. Devo interromper os estudos, mesmo sendo pouco tempo por dia?

    • Ola juliana. Fico feliz que tenha gostado do blog.

      O maior problema da mordida aberta é a recidiva.
      O tratamento é de dificil estabilidade. Fatores como alteração na maneira como se deglute, interposição de lingua e outros podem influenciar (falo sobre isso em outros artigos do blog).
      Caso haja envolvimento de estruturas osseas a solução ideal pode ser a cirúrgica.

      Quanto a pratica de saxofone, ja li artigos que estudam a influência de instrumentos de sopro no posicionamento dentário.

      A literatura cientifica ortodôntica tem alguns relatos sobre a influência de instrumentos de sopro na oclusão, mas infelizmente nada conclusivo ainda. Vou procurar um pouco mais e retorno para você.

  3. Trabalho com crianças também na cidade de Santarém, e é muito importante essas informações para prevenir problemas porque a maioria não tem acesso ao ortodontista. São crianças de poder sócio-aquisitivo baixo. Solenilda Castro.

    • Parabéns pelo seu trabalho Solenilda. Acredito que é parte do nosso trabalho realizar a conscientização e prevenção junto ao público. Espero que essas informações tenham sido úteis e estou a disposição se precisar de algum material informativo.

  4. Meu filho fez uma panorâmica a pedido da odonto pediatra que o acompanha há um ano…pois ela percebeu a demora para nascero dente que havia apontado, depois ele teve uma retração.
    Hj fui em uma cirurgiã buco maxilar que me orientou a extração do mesmo, a qual ela fará em um hospital pois será necessário anestesia geral pelo fato da idade dele (4 anos e 8 meses). Ela disse que esse dente está atrapalhando a formação da raiz do permanente….estão todos amontoados.
    Pediu que ele faça uma tomografia do maxilar para ela.poder ver exatamente onde está o dente e tb por causa da fragilidade do osso próximo ao seio da face!
    Gostaria de saber se isso tudo é comum…ela.me disse que a maioria desses casos são por algum trauma, o único trauma que ele teve foi com 1 ano e meio, no qual caiu do balanço e bateu no chão o dente da frente….ela disse que essa não seria a causa.
    Gostaria tb de saber qto.tempo se.pode esperar para realizar esse tipo de cirurgia, pois conforme ela disse, está prejudicando o crescimento da raiz do permanente…..enfim..gostaria de uma opinião!

    • Olá Soraya, tudo bem?

      O caso do seu filho é um pouco atípico pelo que você me descreveu. A idade para o início da troca dos dentes é por volta dos 6 anos de idade, mas em casos raros podem ser necessárias intervenções antes da época normal, como extrações caso haja algum problema no desenvolvimento desses dentes.
      Eu infelizmente não tenho subsídios (exames, avaliações e nem vi seu filho clinicamente) para te dar uma resposta para seu problema, e acredito que eu estaria sendo desonesto com você se o fizesse.

      O que posso sugerir é que você também procure um ortodontista de confiança, ele pode acrescentar mais conhecimento ao planejamento dos problemas do seu filho e também pensar a longo prazo no que seria necessário para que o desenvolvimento da sua dentição acontecesse de forma normal.
      Casos de extração precoce de dentes de leite frequentemente necessitam de algum tipo de intervenção, como um aparelho ortodôntico de manutenção de espaço, para evitar problemas futuros de posicionamento dentário. Pela natureza aparentemente atípica do seu caso, imagino que quanto mais ajuda e orientações você tiver, melhor será.

      Sinto muito por não poder te ajudar mais do que isso, mas acredito que estaria sendo irresponsável com você se desse uma opinião mais específica para o seu caso sem informações mais precisas.

  5. Dar. Alexandre, meu filho, tem os dois destinos da frente cariados. Levei no dentista, ela me falou pra esperar eles caírem, pra daí, fazer algo. E ela também disse que se a cárie chegar na gengiva ele vai sentir dor. Ele escova os dentes, todos os dias, e a cárie está aumentando. O que fazer?

    • Olá Jéssyca, tudo bem?

      Podem ser feitos procedimentos de remoção da cárie (escariação) para evitar que a ela progrida e cause maiores problemas. Se os dentes estiverem próximos de cair (esfoliar), já com mobilidade, por exemplo, alguns colegas preferem aguardar a troca para não ter que submeter a criança a um procedimento desnecessário.

      Acredito que se você levar suas preocupações à colega, ela irá te tranquilizar e explicar o motivo da decisão dela.

  6. Ola doutor sou Giovana estou preocupada com meus dentes porque tenho os dois dentes acho que os caninos e eles são iguais tipo de vampiro e também tenho um dente que nasceu fora do lugar e me procupo se ira afetar-me mais pra frente

    • Olá Giovana,

      A anatomia desfavorável de dentes pode ser facilmente corrigida. Eu sugiro que você procure um ortodontista para te orientar melhor quanto ao dente que está nascendo fora do lugar. Infelizmente não posso te ajudar muito por aqui e acho que você estará mais bem assistida ao ser avaliada pessoalmente.

Deixe uma resposta