Como evitar atrasos no tratamento ortodôntico

601

Você pode evitar atrasos no tratamento ortodôntico?

Atrasos no tratamento ortodôntico são um inconveniente para o paciente que resultam em mais tempo de tratamento e mais despesas.

Ninguém quer ficar mais tempo do que o necessário usando aparelho ortodôntico, algumas medidas simples podem ser tomadas para que seu tratamento ortodôntico não demore mais do que o necessário. Veja nessa postagem de hoje do Ortodontia Descomplicada 5 dicas para evitar atrasos no tratamento ortodôntico.

1.Falta as consultas de ativação do aparelho ortodôntico

calendário ortodontista

Um dos maiores motivos para atrasos no tratamento ortodôntico e aparentemente, mais negligenciados por alguns pacientes, é a assiduidade às consultas ortodônticas. O aparelho ortodôntico depende de ativações para funcionar.

Não é só “trocar borrachinhas”, seu ortodontista precisa acompanhar e avaliar resultados, colocar fios novos que se adequem a movimentação desejada e todos os procedimentos que realmente fazem o tratamento ir para frente.

Quando o paciente falta um mês, ele provavelmente vai ficar um mês a mais de aparelho, pois a etapa que seria realizada naquele dia terá que ser feita de qualquer maneira mais adiante. E alguns pacientes ainda somem meses (isso mesmo, no plural, como em 5 meses por exemplo).

Quebras e danos ao aparelho ortodôntico

atrasos no tratamento ortodôntico

 

O cuidado com o aparelho é tão importante quanto a assiduidade às consultas. Um aparelho quebrado pode não fazer efeito, podendo em alguns casos até mesmo regredir o tratamento, principalmente quando o fio ortodôntico amassa e causa movimentos indesejáveis nos dentes. Nesses casos pode ser necessário até mesmo voltar um pouco no tratamento ortodôntico para “recuperar” o prejuízo.

Peças e fios ortodônticos quebrados também podem machucar o paciente, além de exigirem algumas vezes gasto de tempo para o paciente se deslocar ao consultório para reparos do aparelho. Tudo isso resulta em um grande inconveniente e é motivo para atrasos no tratamento ortodôntico!

Nessa postagem dou algumas dicas para quando o aparelho estiver te incomodando, caso o pior aconteça.

Falta de higiene

higiene aparelho ortodontico

A falta de higiene prejudica não só a saúde dos seus dentes, podendo levar à lesões de cárie, manchas nos dentes e doença periodontal (inflamação da gengiva, que pode levar a perda do osso que está ao redor do dente).

O acúmulo de alimentos leva a formação de biofilme (placa) e tártaro (placa calcificada) ao redor dos dentes e brackets. Isso dificulta os movimentos dentários, pois aumenta o atrito do bracket com o fio ortodôntico. O acúmulo de tártaro entre os dentes pode também impossibilitar o fechamento de alguns espaços.

É importante que seu clínico geral faça o acompanhamento de rotina, mesmo durante o tratamento ortodôntico. Dessa maneira, você cuida da sua saúde e evita possíveis atrasos no tratamento ortodôntico

Uso incorreto dos elásticos ortodônticos

elástico aparelho ortodôntico

Muita atenção quando seu ortodontista te explicar como usar os elásticos no seu aparelho ortodôntico! Não saia do consultório odontológico com dúvidas. O uso incorreto dos elásticos pode reduzir drasticamente a eficiência do seu tratamento.

Na pior das hipóteses, o tratamento pode regredir e você irá precisar de mais tempo com o aparelho ortodôntico!

Se tiver dúvidas, peça para seu ortodontista explicar novamente e até mesmo desenhar em um papel. Você pode também tirar fotos com seu celular do uso correto dos elásticos para se lembrar depois. Em alguns casos, até coloco ligaduras elásticas de cores diferentes nos dentes onde serão colocados os elásticos, para ajudar os pacientes mais esquecidos.

Os elásticos ortodônticos são diferentes um do outro, têm tamanho e espessuras variadas. Não confunda um elástico antigo com um novo, não use mais elásticos do que o recomendado, não faça as trocas de elástico em tempos diferentes do recomendado pelo seu ortodontista e não fique muito tempo sem usar. Se precisar, entre em contato com o seu ortodontista para tirar dúvidas ou pegar mais elásticos.

Se bem utilizados, o elástico ortodôntico pode ser seu maior aliado no tratamento, se mal utilizado, pode ser um motivo para grandes atrasos no tratamento ortodôntico. Nessa hora, depende mais do paciente e da sua força de vontade o andamento do tratamento.

Cuidados com a sua contenção ortodôntica

contenção ortodontica

O pior atraso de todos é ter que voltar atrás quando se alcança um objetivo.

Não posso ressaltar o suficiente a importância do acompanhamento ortodôntico ao final do tratamento. Essa etapa é muito subestimada pelos pacientes. A contenção é a etapa onde os bons resultados obtidos serão mantidos.

O corpo humano está sempre mudando, isso acontece durante toda a nossa vida. A posição dos dentes depende de um equilíbrio muito delicado de vários fatores, como musculatura da boca, língua, como é feita a deglutição, a presença ou não de hábitos (chupar dedo e roer unha, por exemplo) e alterações devido ao crescimento do nosso rosto, que ocorrem durante toda a vida.

O tratamento ortodôntico é instável: nós crescemos e mudamos. O paciente que finaliza o tratamento ortodôntico deve passar pelas consultas de acompanhamento para que se possa evitar uma possível recidiva, a perda dos resultados obtidos.

Pacientes com prognatismo devem ficar ainda mais atentos, pois têm um crescimento mais intenso e por mais tempo e estão propensos a mais recidivas!

Caso sua contenção quebre, ou você perca a contenção removível, procure seu ortodontista imediatamente.

E uma última dica: Faça a documentação ortodôntica que seu cirurgião-dentista pede ao final do tratamento. Ela é a nossa referência para que possamos comparar seu crescimento e posição dos dentes. É ela que olhamos quando você volta ao nosso consultório para saber como está a estabilidade do seu tratamento. Atendemos vários pacientes durante os anos, e lembrar dos mínimos detalhes de todos eles é impossível. Ao fazer a documentação, teremos a segurança para avaliar a estabilidade do seu caso em futuras consultas de contenção.

Alexandre da Veiga Jardim
Cirurgião-dentista, especialista em ortodontia pela ABO-GO e mestrando em ciências da saúde pela UFG.

Comentários

comentários

Deixe uma resposta